Novo clipe de Cassiane é acusado de romantizar a violência doméstica

Lançado, dia 17 de julho, o clipe da canção ‘A Voz’, da cantora gospel Cassiane, mostra uma mulher que sofre violência doméstica de seu companheiro.

No clipe, a vítima sai de casa, deixando um bilhete para o seu agressor dentro de uma Bíblia com os dizeres: “Reconhece a voz de Deus. Deixa ela estremecer o seu coração. O timbre Santo do Senhor há de te curar, pois Ele é a voz que restaura a vida. Oro por você. Perdoo você”.

A produção da gravadora MK Music recebeu diversas críticas de internautas que questionaram o fato da mulher agredida não ter denunciado o seu agressor e ainda perdoá-lo.

Após a repercussão, Marina de Oliveira, diretora artística da gravadora MK Music se pronunciou sobre a produção. Ela afirma que as pessoas não entenderam a profundidade da história. Segundo ela, para isso, seria necessário se converter.

“Não podemos esperar que pessoas que ainda não foram alcançadas pela graça de Deus compreendam a profundidade da história. Essas pessoas não acreditam que Deus em sua misericórdia tem poder para mudar a vida e o comportamento de uma pessoa. Para enxergar e compreender isso é preciso se converter”.

Marina também explicou que o clipe não deixa claro se a vítima denunciou ou não seu agressor, mas admite que o desfecho da história não é revelado.

“Como esta mulher do clipe, existem milhares de outras que sofrem agressão e a decisão da denúncia é de cada uma delas. Notem que não fica claro no clipe se a mulher denunciou o marido. Quem sabe, quando ela foi embora também não ligou para denunciar? Assim como não aparece a mulher denunciando, também não aparece ela voltando para casa. O clipe termina em aberto justamente por ser um assunto tão íntimo, delicado e polêmico”.

Apesar de a MK Music ter editado a descrição do vídeo em seu canal do Youtube, acrescentando agora o telefone 180 do disque-denúncia, a diretora afirma que o clipe se limita a uma abordagem espiritual do assunto.

“Nossa abordagem no clipe é espiritual e não jurídica. O foco do clipe é que a voz de Deus faz demônios saírem e tem poder para transformar vidas e conceder uma segunda chance até para o mais vil pecador, ou criminoso.”, explicou.

Até o momento, o clipe no Youtube já havia recebido 15 mil likes e 89 mil ‘deslikes’ e diversos comentários que reprovam uma possível romantização da agressão contra a mulher.

Reedição do clipe

Diante da repercussão do clipe “A Voz” de Cassiane, a MK Music optou por reeditar o projeto. A informação foi compartilhada, nas redes sociais da gravadora.

“Acreditamos totalmente no poder transformador de Cristo e nos colocamos à Sua disposição para que nos use como amplificadores da mensagem de salvação, amor e paz. Com Ele também aprendemos a ouvir, refletir, sermos sensíveis e corajosos para mudanças. E jamais abrirmos mão do nosso papel na sociedade. Pedimos desculpas a quem eventualmente se sentiu ofendido ou magoado.”

Aliado a isso, a MK Music convocou seus seguidores a entrarem em uma campanha contra esse tipo de violência. A gravadora divulgou o telefone 180, que pode ser usado para denunciar esse crime. O número já havia sido divulgado com a primeira versão do clipe. O serviço é grátis e o denunciante tem sua identidade preservada.

 

 

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on skype
Share on email

Últimas notícias

Anuncie na Feliz

Invista naquilo que vai deixar sua empresa muito mais Feliz!
Anuncie aqui na rádio que todo o Brasil AMA!

Arquivos

Programas

Anuncie na Feliz FM

Invista naquilo que vai deixar sua empresa muito mais Feliz! Anuncie aqui na rádio que todo o Brasil AMA!

Copyright © 2020. Todos direitos reservados a REDE FELIZ DE COMUNICAÇÃO RTV EPP ME.
Avenida Paulista, 1636 - 13º Andar - Bela Vista - SP
Solved by Pippa.

Peça sua música